segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Resenha “O Colecionador de Lágrimas: Holocausto Nunca Mais”

Devo confessar que fiquei doido para ler esse livro, mesmo desde alguns meses antes do lançamento. Sou fã de Augusto Cury e tenho vários (vários mesmo!) livros dele.  Então, comprei o livro “O Colecionador de lágrimas” pela internet – demorou um pouco para chegar à minha casa.
Comecei a leitura, e tive a primeira surpresa: o autor ia falar sobre os dramas que as pessoas viviam durante o reinado autoritário de Hitler. Pronto! Fiquei feliz! Eu sou formado em História e conheço bem o período da Primeira e Segunda Guerra Mundial. Sabia aquilo como a palma de minha mão. E também conhecia a vida de Adolf Hitler. Augusto Cury se preocupou em fazer referências bibliográficas e assim mostrou que pesquisou vários livros de História.
Esse foi um livro, como ele mesmo diz, histórico-psiquiátrico. Ele vai, além de abordar fatos relacionados à Alemanha de Hitler, tentar compreender a mente desse ditador e o porquê o povo alemão “cedeu” a loucura dele.
 O livro começa apresentando Julio Verne, um professor de história de uma universidade. Ele é muito inteligente. Mora na Inglaterra com a sua esposa Katherine, apelidada de Kate. Paul era o maior inimigo de Júlio, pois, mesmo sendo casado com Lucy, tinha uma queda amorosa por Kate. Ele é invejoso e dizia que Júlio estava louco e que precisava ser internado.
Capa do livro "O Colecionador de Lágrimas", de Augusto Cury.
A vida de Júlio Verne começa a ficar um inferno devido aos pesadelos que vem sofrendo. Ele sempre é levado para a Alemanha nazista. Vivi, nos seus sonhos, os dramas daquela época. Mas isso não é a pior coisa: vários nazistas começam a persegui-lo na realidade, ele também recebe cartas misteriosas, que tinha papel antigo, e datilografado anos antes. Os nazistas começam a aparecer e perseguir Júlio Verne, para depois desaparecer misteriosamente. Ele, é óbvio, pensa que está ficando louco.
Na faculdade, ele começa a debater os seus pesadelos em classe. Gera uma revolução, pois os alunos começam a refletir sobre o passado, e não mais se tornam repetidores de ideias (Essa concepção do autor, nós encontramos em vários livros dele!). Depois de um atentado na faculdade, os reitores, que já estavam insatisfeitos com o professor, decidem dá-lhe um tempo, um afastamento temporário. As reuniões passam a ser na casa de Kate. Mas, mesmo assim, vários atentados ocorrem.
No final do livro, eu descobri que tudo era culpa de uma máquina do tempo.  Aí mistura física quântica, que eu aprendi na escola, com história. Eu devo confessar que gosto do tema, mas que é muito, muito, muito, complicado. É mais ou menos assim: a máquina do tempo viaja na velocidade da luz, e assim, é possível modificar o passado e o futuro.  Tem ai a teoria da relatividade…
Júlio descobre que os nazistas, que tentaram matá-lo no presente, existem porque o Júlio Verne do futuro já tinha entrado na máquina e voltado para o passado. Então, ele começou a mandar cartas e “liberar” os nazistas para o Júlio do presente. Deu para entender?
O plano dos cientistas é o seguinte: o professor deve entrar na máquina do tempo e tentar matar Hitler. Ele não gosta muito da ideia, pois deveria matar o Hitler criança. Depois de dar de ombros, ele resolve acabar com os principais pontos do nazismo – um fato importante (uma base) que podia desestruturar todo o governo nazista.
Júlio entra na máquina, mesmo sabendo de que nunca mais poderia voltar. O romance termina aí, pois é o primeiro volume. Acho que o segundo vai se passar na Alemanha da primeira metade do século XX. Espero por isso…
Enfim, o livro é muito bom. Eu fiquei viciado em ler. Augusto Cury sabe aguçar o leitor até o final do livro. É o autor brasileiro que eu mais gosto – pena que eu não tenho um livro autografado!

E você, qual livro tem?

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Nova Parceria.....

Acabo de fazer uma nova parceria com o Blog Era Uma Vez....

Curtam ai o Blog e sigam. O blog está quentinho e vai ter muitas novidades.....

domingo, 15 de julho de 2012

Parceria com o Blog

Gente! Acabei de fazer três parcerias: com o blog Lendo e vivendo, com o blog # No mundo dos livros... e também com Amiga Leitora.
Fico feliz com as parceiros.

A promoção do livro "Água para elefantes" vai acabar na sexta-feira (20/07). Participem!
Outros sorteios virão...

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Parceria com o Blog “Carpe Diem – Essência Poética”.


Olá!!!! Acabei de fazer uma parceria sensacional com o blog "Essência Poética", da autora Valéria Sales. Gostei muito do blog e tenho a certeza de que todos também irão amar. A autora é de Pernambuco e bacharel em Direito (vocês estão em boas mãos!). O propósito do blog, além de divulgar os melhores livros e contos inéditos, é, nas palavras da própria autora, “expressar meus sentimentos através de palavras porque escrever me liberta,  me faz uma pessoa melhor e dá um pouco de mim para os outros”.
Ah! O blog tem também contos escritos pela própria autora. Gosto muito do “O Conto da Conquista” em que retrata o vai e vem da aventura amorosa de Ivson, um tremendo garanhão, e de Tânia. Eles são colegas de trabalho e, decerto, sentem atração um pelo outro. Em uma balada, eles começam a conversar e… Não vou estragar a surpresa. Acesse o blog e veja.   

Em tempo:
Curtam também a página no Facebook do livro.

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Ganhador do Sorteio do Livro "Água para elefantes"

Capa do Livro "Águas para Elefantes."

O ganhador do sorteio foi.... Marcos, do blog # No mundo dos livros


Parabéns.


Mande um email, com o seu endereço residencial,  para  poltronadeleitura@bol.com.br